Ebit/Nielsen: Dia das Mães no e-commerce foi 5% melhor e gerou R$ 2,2 bilhões

O Dia das Mães em 2019, seguindo a projeção divulgada pela Ebit/Nielsen, rendeu 2,2 bilhões reais para o e-commerce, uma alta contabilizada em 5% se comparado ao mesmo período do ano anterior. Segundo o instituto, o número de pedidos aumentou em 20%, para 5,5 milhões, enquanto o tíquete médio registrou retração de 12%, para R$402. Ressaltando que o período analisado compreende as compras realizadas entre os dias 27 de abril e 11 de maio de 2019. A pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), que informa um faturamento de R$ 3,3 bilhões na data, leva em consideração um período maior, de 15 de abril a 11 de maio.

“Podemos observar com os resultados que, apesar de maior participação online, os brasileiros estão mais cautelosos nos gastos. Eles procuram manter o orçamento livre de dívidas, deixando para desembolsar mais nas vésperas da data, após pagamento das contas. Não podemos dizer que esse é um comportamento definitivo, mas um indicador”, explicou Ana Szasz, head da Ebit/Nielsen. “A dica para os varejistas é se preparar para atender de forma criativa essa demanda de última hora no mundo online-conectado”.

Dentro das estimativas da empresa, o Dia das Mães pode corresponder a 3,6% dos R$ 61,2 bilhões previstos em faturamento pelo e-commerce em 2019, sendo a segunda data comemorativa mais importante para o calendário do varejo nacional – ficando atrás apenas Natal, que agrega o Black Friday.

Itens de perfumaria e cosméticos, moda e acessórios e casa & decoração foram as categorias mais compradas com a intenção de presentear. O ranking do faturamento, por sua vez, foi liderado por eletrodomésticos, telefonia/celulares e casa & decoração.

Fonte: E-commerce Brasil